spot_img

Com 67 casos Cajamar intensifica ações de combate a dengue

O município de Cajamar registrou 67 casos de dengue e, infelizmente, esse número tende a aumentar até março, quando chega o fim da estação chuvosa.

Por conta disso, a Prefeitura de Cajamar reforça as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. Agentes de combate a endemias têm feito bloqueio vetorial, tratamento químico em depósitos, monitoramento de armadilhas, além de visitas domiciliares e orientação a moradores.

O município está priorizando visitas orientando e notificando moradores e proprietários de terrenos quanto às atitudes simples para evitar o acúmulo de água, como a verificação de calhas, caixas d’água, pneus descartados, vasos de plantas piscinas e reservatórios para encontrar focos do inseto. Outro processo que continua sendo feito são as nebulizações nos bairros com casos confirmados da doença. A nebulização consiste na liberação do inseticida no ar, passando pelas ruas para eliminar os mosquitos.

De acordo com a chefe de divisão da Zoonoses de Cajamar, Marcela Galaschi, a gestão precisa do apoio da população para combater o Aedes. “Estamos trabalhando com o monitoramento dos casos de arboviroses, que são dengue, zika e chikungunya em Cajamar. E queremos chamar a população para essa responsabilidade de estar com a gente na luta contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor dessas doenças”, disse.

Medidas que a população pode adotar:

  • Verificar diariamente a parte interna e externa das residências e eliminar criadouros;
  • Manejo e destinação correta do lixo doméstico produzido nos imóveis;
  • Manter bem fechado todos os recipientes que sirvam como depósito de água;
  • Trocar diariamente a água dos animais de estimação, lavar e higienizar os recipientes;
  • Esvaziar diariamente os recipientes que possam servir como pingadeiras das centrais de ar-condicionado.