O isolamento social, em decorrência do período de quarentena, foi prorrogado por mais de três meses e afetou a população em muitos sentidos. Além dos prejuízos econômicos, as mudanças drásticas na rotina e as incertezas causadas pela pandemia provocou crises de ansiedade e estresse em muitas pessoas.

Em Cajamar, assim como em muitas cidades e estados, aos poucos está ocorrendo a tentativa de flexibilização das medidas de quarentena, contudo, este período de paralisação gerou consequências graves, principalmente em relação as questões financeiras e afetivas, e o impacto dessas complicações afeta diretamente a saúde mental.

Embora a retomada gradual das atividades já iniciou, a pandemia não acabou e muitas medidas restritivas ainda se mantém, sendo assim, o momento agora é de adaptações. É preciso buscar formas de manter o equilíbrio para administrar as situações negativas, uma maneira de minimizar isso é pensar momento a momento, para que não haja grandes decepções. Mesmo as pessoas que lidam melhor, alguns dias vão ficar mais ansiosas, o importante é definir pequenas metas para aos poucos superar cada desafio sem frustrações.