spot_img

Trans é morta após sair de motel de Santana de Parnaíba

Anna Luísa Pantaleão, de apenas 19 anos, foi morta por um motorista de aplicativo, que havia contratado um programa com a jovem. O corpo dela foi enrolado com cobertores de um motel de Santana de Parnaíba, e depois foi abandonado em uma estrada de Pirapora do Bom Jesus.

Segundo investigação da polícia, a jovem morava em Alagoas, e estava desaparecida desde o dia 4 deste mês. O homem confessou o crime e diz que matou Anna com golpes de canivete no pescoço, após descobrir que ela era transexual e não aceitar o programa.

Com o delegado, o motorista disse que não a conhecia e que contratou o serviço via aplicativo. Ele alegou legítima defesa.

O delegado do 1º DP de Carapicuíba, onde o serviço foi contratado, pediu exames para confirmar e verificar se o que o motorista disse é verdade. Ele que saber como a jovem foi morta e se ocorreu relação sexual antes do assassinato.

Família não tem dinheiro para o translado até Alagoas

Após saber do crime, a família de Anna agora busca ajuda para o translado do corpo até a cidade de Pão de Açúcar, em Alagoas. Quem quiser ajudar, pode entrar em contato com @_lais.mayara no Instagram.