spot_img

Cliente expulso de padaria em Barueri é preso pela Polícia Federal

Uma operação da Polícia Federal, prendeu Alan Deivid de Barros, o cliente expulso de uma padaria em Barueri, após ser impedido de usar seu notebook no estabelecimento (leia).

Segundo a Polícia Federal, a prisão dele será por tempo indeterminado, uma vez que, o grupo em que Alan participa, teria movimentado mais de 100 mil reais em fraude com golpes de Criptomoedas. Outras pessoas, integrantes do grupo, também foram presas.

Ainda segundo a PF, cerca de 20 mil pessoas podem ter sido lesadas. As vítimas não conseguiam movimentar o criptoativo (aplicação feita por elas), que ficava em um banco digital criado pelo grupo.

A defesa de Alan nega as acusações e diz que trabalha para esclarecer os fatos. Em entrevista ao portal UOL (leia a matéria completa), o advogado disse que os números citados pela polícia “são baseados em suposições de autoridades, sem comprovação efetiva.